sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

VINAGRE DE MAÇÂ OU CIDRA OU SIDRA


Vinagre de Macã ou Cidra ou sidra

O vinagre de sidra é um produto muito fácil de encontrar, qualquer supermercado, mercearia ou mesmo ervanária têm.
E um produto natural. Muitas pessoas utilizam no tempero de saladas e outros alimentados.
Quanto a parte ornitológica.
O vinagre de sidra faz o mesmo efeito que a colina. Este contem uma substancia a qual se da o nome de “coilina”.
Já se sabe que os problemas hepáticos nas aves muitas vezes são provocados por excesso de gordura no fígado, a alteração da flora intestinal (parte que protege o estômago) normal, causa frequentemente infecções intestinais.
Quanto aos benefícios para as aves são vários.
Quando as aves estão demasiado gordas por norma costuma se comprar “colina” e fazer-se uma dieta de sementes.
Quase todas as sementes são ricas em gordura ... claro que não serão todas as sementes, mas muitas são. As sementes ditas sementes pretas (cânhamo, nabo, níger, entre outras) são muito ricas em gordura. As aves mais gulosas se não se tiver algum cuidado acabaram por dar problemas. A ave deixa de comer todas as sementes e começa por fazer uma alimentação pouco adequada comendo só um ou dois tipos de alimentos, por norma sementes pretas.
Os primeiros sintomas visíveis a olho nu. São fadiga ao fazer pequenos voos, arfar em dias de muito calor, a ave parece muito forte, o que ate nos parece bem, pois a ave parece maior, dificuldades na criação (as copulas são falhadas) … etc.
A utilização do vinagre de sidra durante alguns períodos do ano vai resolver muitos dos problemas a que me referi entre outros.
O vinagre de sidra contem uma substancia “coilina” que é de grande consistência quando ingerida pelas aves e fixa-se nas paredes musculares internas do estômago da ave protegendo o e fazendo que este fique mais forte. Assim pode facilitar na digestão e eliminação das gorduras.
Isso pode conseguir-se com a administração de vinagre de sidra.

Modo como se deve utilizar.
Diluir uma colher cheia de sopa (10ml) por cada litro de água.
Repetir esta operação duas vezes por semana, nos outros dias água normal.

Como curiosidade. Há criadores que juntam o vinagre de sidra na água do banho das suas aves. A sua acidez tem propriedades que as aves apreciam. As plantas e frutos são utilizados na natureza por muitos animais selvagens como anticéptico para evitar muitas moléstias pragas.


Canários T.Silva

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

JUNTAR OS MEUS PASSARINHOS

Olá  amigos

Vou , no dia 31 de Janeiro de 2015,  juntar os meus passarinhos. Dizem os antigos que não mau tempo que sempre dure nem sol que não perdure. Baseado nisto, decidi juntá-los. Espero que o ano de 2015 me corra bem ... pelo menos igual ao de 2014 ... o que não era mau !!! ... e que a mudança do canário arlequim português para o novo " standard " não me aleije muito. Assim o espero ... para isso já estou preparado !.

Canários T.Silva

CONSANGUINIDADE - O MELHORAMENTO GENETICO DO PLANTEL

 Há coisas que todos nós que andamos no no mundo dos passarinhos sabemos ou, mesmo não sabendo, utilizamos sem dar o devido valor. Todos, de uma maneira ou de outra trabalhamos com a consanguinidade nos nossos planteis; todos sabemos, mais ou menos, como proceder mas na prática poucos sabem trabalhar em condições com a consanguinidade no sentido de obter melhores exemplares fixando determinadas características.
"...A consanguinidade.
A consanguinidade permite fixar os caracteres e assim criar uma linha estável a partir de dois indivíduos aparentados “in-reeding”. Contudo, esta técnica tanto fixa qualidades como defeitos, por isso é importante começar o processo a partir de um casal o mais perfeito ou de boa qualidade.
Em resumo a consanguinidade permite:-revelar e eliminar os defeitos genéticos,
-fixar uma série de qualidades pretendidas pelo criador.
O princípio da consanguinidade é simples: consiste no acasalamento de indivíduos aparentados com o objetivo de fixar as suas qualidades no estado homozigótico.
- homozigótico - quando os dois alelos contêm a mesma informação para essa mesma característica;
- heterozigótico - quando os dois alelos contêm informação diferente para essa mesma característica.
Sendo um indivíduo homozigótico, este pode ser dominante, quando os dois alelos informam para a característica que domina; ou recessivo, quando os dois alelos informam para a característica que não domina.
Como saber se tem um passaro homo ou heterozigótico?
É simples.
1- Se o Fenótipo corresponder a um gene recessivo então o pássaro é homozigótico.
2- Se o Fenótipo corresponde a um gene dominante faz se um teste de cruzamento.
O teste do cruzamento realiza-se entre o indivíduo dominante onde se tem a duvida e um indivíduo com o gene recessivo correspondente (pois este é obrigatoriamente homozigótico).
Assim  se nascerem apenas fenótipos dominantes o indivíduo em questão é homozigótico, se nascer uma metade dominante e outra recessiva quer dizer que o indivíduo é heterozigótico.

INTRODUÇÃO

Os cruzamentos consanguíneos ajudam a melhorar a qualidade de suas aves, mas devem ser usadas com critério e por criadores com um pouco mais de experiência para que os resultados obtidos sejam satisfatórios. Não digo com isso que a técnica não possa ser usada por criadores iniciantes, alias deve, mas lembrando a esses criadores que devem estudar ao máximo antes de usar a mesma. Também lembro que os resultados não são imediatos e levarão no mínimo três gerações.

Quando compramos um casal que achamos excelente e vamos fazer o acasalamento e as crias deste casal nos dececionam, isso ocorre com qualquer espécie de ave;
Então o que fazer?
Quais medidas devemos adotar?
Vamos descartar essas crias?
Haverá uma forma de melhorar?
Muitas vezes ouvimos falar em melhoramento genético.
Eu poderia usar essa técnica para melhorar minhas aves?
Será que eu preciso ser profundo conhecedor de genética para usá-la?
Diante destas constatações, quais medidas devem tomar?
Desistir?
Não se estamos determinados a melhorar a qualidade do nosso plantel.
Pensando nisso gostaria de apresentar uma alternativa para aqueles que se preocupam com a qualidade e melhoramento do seu plantel.
Trata-se da tabela de Felch.
Já ouviu falar? Não? Sim? Achou complicado de entender?
Então vou descrever abaixo o passo a passo para você ficar inteiramente esclarecido sobre o assunto e como usá-la de maneira correta para obter os melhores resultados possíveis.
  
Se você entendeu todo o funcionamento parabéns, se não passarei a descrevê-lo.
Para seguir todos os acasalamentos que pede na tabela você vai precisar de cinco anos para que se conclua o ciclo total.
Achou muito tempo?
Lembre-se você esta fazendo um melhoramento genético e tornando o seu plantel mais consistente, mas tudo isso leva tempo e perseverança.

 Primeiro ano:

Você ira iniciar com a fêmea 1 e macho 2 , que Dara origem ao grupo 3.

Segundo ano: 
Cruze a fêmea original 1 com o melhor macho do grupo 3.
Este cruzamento resultará no grupo 4.
Cruze o macho original 2 com a melhor fêmea do grupo 3.
Este cruzamento resultará no grupo 5

Terceiro ano:
Neste ano você já vai ver bons resultados em relação ao casal original e se quiser poderá parar aqui e começar uma nova linhagem.
Cruze a fêmea original 1 com o melhor macho do grupo 4.
Este cruzamento resultará no grupo 6.
Cruze os machos do grupo 4 com as fêmeas do 5 e vice-versa.
Este cruzamento resultará no grupo 7
Cruze o macho original 2 com a melhor fêmea do grupo 5.
Este cruzamento resultará no grupo 8.

Quarto ano:

A partir deste ano não serão mais usados o casal original macho 2 e fêmea 1, podendo assim começar uma nova linhagem com eles.
Seguindo em frente cruze sempre os melhores exemplares.
Cruze o melhor macho grupo 6 com a melhor fêmea do grupo 4.
Este cruzamento resultará no grupo 9.
Cruze a melhor fêmea grupo 6 com o melhor macho do grupo 7.
Este acasalamento resultará no grupo 10.
Cruze os melhores machos do grupo 8 com as melhores fêmeas do grupo 6.
Este acasalamento resultará no grupo 11.
Cruze o melhor macho grupo 8 com a melhor fêmea do grupo7.
Este acasalamento resultará no grupo12.
Cruze o melhor macho grupo 8 com a melhor fêmea do grupo 5.
Este acasalamento resultará no grupo 13. 
   
Quinto ano:

Indo até o fim da tabela.
Cruze o melhor macho do grupo 9 com a melhor fêmea do grupo 11.
Este acasalamento resultará no grupo 14. Neste grupo teremos já um novo “strain” ou linha de sangue completamente pura da fêmea 1 original.
Cruze a melhor fêmea do grupo 9 com o melhor macho do grupo 12.
Este acasalamento resultará no grupo 15.
Cruze a melhor fêmea do grupo 10 com o melhor macho do grupo 12.
Este acasalamento resultará no grupo 16. Neste grupo teremos já um novo “strain” ou linha de sangue completamente pura.
Cruze a melhor fêmea do grupo 10 com o melhor macho do grupo 13.
Este acasalamento resultará no grupo 17.
Cruze a melhor fêmea do grupo 11 com o melhor macho do grupo 13.
Este acasalamento resultará no grupo 18. Neste grupo teremos já um novo “strain” ou linha de sangue completamente pura do macho 2 original.



A partir de agora é só colocar sangue novo e iniciar um novo ciclo.
Esta é só uma possibilidade usando um casal, mas você poderá fazê-lo e iniciar com mais casais, enfim as possibilidades são diversas e cito um exemplo: no segundo ano quando se forem formar os grupos 4 e 5 você poderá fazer bigamia entre o macho 2 original e duas fêmeas do grupo 3 aumentando assim as possibilidade do grupo 5.
Mais uma coisa a titulo de curiosidade; ao final do ciclo você terá criado uma média de 136 aves, já levando em consideração que a consanguinidade baixa um pouco a fertilidade das aves.


COMO AVALIAR UM CANÁRIO DE COR



        A reunião harmónica de todos os caracteres "ideais"  num mesmo canário é o que se poderia chamar de "sucesso absoluto". Porém, isto não é tão fácil. Deve-se, então aprender a observar bem o exemplar sob mira, comparando-o com o maior número para que se possa realmente selecionar um bom espécime.
Como nem sempre todos os detalhes são possíveis de se encontrar numa mesma ave, é oportuno avaliar-se conjuntamente as qualidades do casal que se pretende formar. Pode-se, assim, obter em ambos, os aspectos desejados, cujo conjunto certamente se manifestará na prole, por inteiro.
       A partir daí trabalha-se em função do padrão que se pretenda alcançar.  
       Basicamente, tem-se como necessária, num bom exemplar, as seguintes qualificações: 
CABEÇA: deve ser arredondada, perfeitamente e em harmonia com o bico e o pescoço, os olhos bem centrais, devem ser redondos e transmitir vivacidade. 
BICO: este deve ter a cor do canário (claro ou escuro), ser curto e largo na sua base. No aspecto da cor, exceção  abre-se, apenas, para os marfins, ágatas, canelas, pastéis e isabéis. 
PESCOÇO: em forma de cilindro e curto, compondo em harmonia com o tórax e a cabeça. 
PEITO: largo e arredondado, combinando com o resto do corpo.  
DORSO: reto, em linha com o pescoço e a cauda.  
ASAS: perfiladas e aderentes ao corpo, sem entre-cruzamento e sem exagero na cobertura da base da cauda. 
CAUDA: unida e em forma de "M", em linha reta com o dorso.
 PATAS: ausência de escamas e sem exposição de músculos, na cor do pássaros (linha clara ou escura). 
PLUMAGEM: sem falhas cromáticas, compacta, brilhante e sedosa, com pureza e intensidade de cor. 
TAMANHO: entre 13 e 15 centímetros, medidos da base do bico ao final da cauda. 

De resto, é recomendável saber-se algumas informações acerca da origem do pássaro


PS. ( deixo aqui isto para quem compra,... claro ...  e pensa em concursos ... depois não digam que o café tem formigas !!! )

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

ESTÁ MUITO FRIO PARA JUNTAR OS CANÁRIOS ! .

Olá amigos

Era para ter posto os meus canários a namoriscar mais cedo . Não o fiz por estar muito frio !
Pus-los mais tarde e hoje ainda mais tarde os punha. O ano passado julgo que juntei os meus passarinhos no dia 18 de Janeiro, Este ano só lá para o fim do mês de Janeiro.
Há dias em conversa com um amigo disse-me que já tinha passarinhos novos ! .... que já  tinha 5 a comer e mais 8 (3+5) nascidos os pouco tempo !... É claro que os tem em local bastante quente e daí já os ter.
Os meus não estão em local muito frio, mas, também, não estão em local demasiado quente e daí não ter ainda passarinhos parra poder dizer o mesmo.
A I N D A   É    M U I T O   C E D O ! ! ! ( no meu caso )
Canários T.Silva

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

CANÁRIOS A NAMORISCAR

Olá amigos  


Pus hoje os meus canários a  namoriscar.   Para isso tive de  utilizar a minha baia de separação, que é aquela que é muito conhecida de todos.
(com toda certeza  que se lembram da separação os filhotes...é a mesma !!! 
digo isto para os mais novatos, claro.)


Cumprimentos


Canários T.Silva

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Bom Ano 2015

Olá amigos.
Não podia deixar de desejar a todos os meus amigos,... e até inimigos, se é que os tenho ... uma BOA PASSAGEM DE ANO. Espero que o ano 2015 seja fértil em tudo o que de bom há e vocês quiserem.
E, como se trata de um blogue de diz respeito a canários, desejo. igualmente, um ano BOM em ornitologia,

Votos sinceros de T.Silva

Canários T.Silva