sábado, 19 de Julho de 2014

Começou a muda

Olá amigos


Começou a muda nos meus passarinhos à cerca de 8 dias. Espero que tudo corra pelo melhor. Tratei-os antes com vitaminas adequadas a esta quadra.


Canários T.Silva

quinta-feira, 10 de Julho de 2014

FIM DE CRIAÇÂO de 2015

Olá amigos


Hoje acabei de anilhar os restantes canários da criação de 2015. São, como disse  na minha mensagem de   25/06/2014, 115 novos passarinhos. Este ano é para esquecer ... mas os que tenho são muito bons ! ... basta eu dizê-lo ! ... ahahahahhhh
Canários T. Silva

quarta-feira, 25 de Junho de 2014

FIM DA NOVA CRIAÇÂO

Olá amigos


Só hoje acabei com a 3ª. postura dos meus canários. Por isso espero agora pela muda.
Tirei 113 novos passarinhos. Este ano foi muito frio e muito instável para a criação.
Quanto a uma possível venda, só a partir de 15 de Outubro. No entanto, podem e agradeço as vossas encomendas mas, como disse, só a partir daquela data é que faço  entrega, aliás, acontece todos os anos.


Canários T. Silva

quinta-feira, 5 de Junho de 2014

CORES DAS ANILHAS PARA OS PROXIMOS ANOS

Olá amigos


Para os próximos anos as anilhas terão as seguintes cores :


Violeta            : .....   2015
Laranja            : ....    2016
Azul                : .....   2017
Vermelho        : .....   2018
Preto               : .....    2019
Verde Pastel   : .....    2020
 
A FONP tornou bem claro que as anilhas tem as cores repetidas de 6 em 6 anos, o que quer dizer que em 2009 a cor das anilhas foi de violeta ... é em 2015 ... e volta a ser em 2021 e depois será assim sucessivamente, isto é: .. até que mude essa ideia.


Canários T.Silva

OS ELOGIOS FAZEM BEM AO EGO, MUITO MAIS SE VINDOS DE UM ARLEQUINISTA

  



Com o aproximar do fim das criações (estou neste momento com cinco casais na última postura todos com crias e dois com ovos ainda na segunda postura) começa a haver um pouco mais de tempo livre, apesar de agora se entrar numa fase complicada da vida dos passarinhos, a muda, e irmos prestando atenção àquelas aves que nos "dizem" alguma coisa e que por isso mesmo serão mantidas sob um maior cuidado. Foi precisamente num destes momentos, em que me encontrava a observar os meus passarinhos, que recebi a visita do amigo Dr. Carlos Basto, também ele, um criador de canários com particular destaque para os arlequins, que aproveitando o facto de vir levantar umas anilhas a minha casa convidei para uma rápida visita aos meus passarinhos, visita, aliás já há algum tempo conversada. Mentiria se dissesse não ter ficado agradado com os elogios recebidos dirigidos a alguns dos passarinhos que ele observou e também por ele ter constatado, com alguma admiração, (o que modéstia à parte eu já sabia) a evolução dos meus passarinhos relativamente à alguns anos. Penso que o objectivo de um criador de qualquer raça é esse mesmo, a evolução, e quando essa evolução é enaltecida por um dos nossos pares tem, quanto a mim, mais valor.
Apesar do pouco tempo de que o Dr. Carlos Basto dispunha, trocamos algumas informações sobre a metodologia de criação e, depois da foto da praxe para publicação neste espaço, ficou combinado que mal fosse possível iria eu retribuir a visita, o que obviamente farei com o maior prazer, para ver os canários do Dr. Carlos Basto.

O Dr. Carlos Basto, com os meus arlequins como fundo.




PS: - Tirado do blogue do Sr.Armindo Tavares

terça-feira, 20 de Maio de 2014

PENALIZAÇÕES RIGOROSAS!

17 de Maio de 2014



Numa das minhas deambulações pela internet (creio que num fórum intitulado O Mundo das aves) encontrei há tempo o texto que transcrevo abaixo o qual é, supostamente, atribuído ao standard do Canário Arlequim Português, no Brasil, que tive o cuidado de ler atentamente e a conclusão a que chego é que se as penalizações constantes do referido texto fossem seguidas com rigor na altura dos julgamentos, garantidamente que mais de 80% dos arlequins que aparecem em algumas exposições quer de índole nacional quer internacional não seriam pontuados. Como sempre haverá pessoas que concordam e outras que não mas em boa verdade se as penalizações que referem no texto, se fossem aplicadas a sério, queira-se ou não, não se veriam canários que de arlequins apenas têm a cor, pontuados como se de boas aves se tratassem o que obrigaria, a que os criadores/expositores tivessem um maior cuidado na seleção das aves a apresentar e não estariam a ver se a ave passava ante o juiz como sendo um canário arlequim. Felizmente há já muitos criadores que não necessitam de utilizar este género de "habilidade" apresentando a concurso aves de eleição, colhendo os frutos da seleção cuidada que vão fazendo ao longo dos anos. Atente-se que, apesar de não ser referido no item cor, do Standard, a obrigatoriedade do fator vermelho mosaico, os colegas brasileiros, já o mencionam como obrigatório. Por cá e em face da existência nas exposições da classe fêmeas, no arlequim, subentende-se a existência de dimorfismo sexual que, obviamente, se obtém com o fator mosaico.


1 . CORPO (forma) PEITO, ASAS - 20 PONTOS 
Pássaros com corpo largo e desproporcional devem ser penalizados com rigor, assim como aqueles com peito destacado. Da mesma forma, aqueles que apresentarem qualquer curvatura no dorso. O dorso não deve ser arredondado (nem côncavo nem convexo), e sim, formar uma linha com a cauda, quase sem ângulos.
As características de plumagem deste canário (com presença de fator mosaico) dificultam a obtenção de um corpo esguio. O corpo das aves com a categoria mosaico (como as nevadas), tende a ter linhas mais arredondadas, devido ao comprimento da plumagem, dificultando o trabalho de seleção o que requer um trabalho árduo, escolhendo os exemplares de plumagem mais aderente.
O peito deve ser uniformemente arredondado, suavizando-se no corpo, harmoniosamente e, sem marcação, sendo alto e robusto mas não excessivamente grande ou largo.
Asas longas cujas extremidades ultrapassem o início da cauda, devem ser penalizadas. As arriadas, cruzadas ou com os encontros aparentes, devem ser penalizadas com rigor. Asas muito curtas, mesmo de posicionamento perfeito, devem ser penalizadas.

2 . TOPETE/CABEÇA, PESCOÇO-15 PONTOS
Pássaros de topete com forma circular perfeitamente definida, devem ser desclassificados. Topetes muito densos, que cubram os olhos e o bico, devem ser penalizados com rigor. O topete preconizado atualmente para o Arlequim, em tricórnio com 2 ângulos atrás e 1 ângulo virtual à frente, torna evidente que, por razões morfológicas, o vértice frontal do tricórnio/triângulo só pode ser atingido parcialmente, sendo na prática, ligeiramente arredondado, razão pela qual se define um ângulo virtual à frente. Os 2 ângulos posteriores do topete são mais bem definidos, dando a forma triangular ou de tricórnio. Admite-se a plumagem ligeiramente levantada na nuca, embora sejam especialmente valorizados, os topetes aderentes na parte posterior da cabeça.
Pássaros com cabeça redonda devem ser penalizados com rigor. A presença de sobrancelhas nos sem topete, também deve ser penalizada.
Olhos mal posicionados, bico não proporcional, devem ser penalizados. Pássaros que não destacam suave e claramente o pescoço, devem ser penalizados com rigor.

3 . TAMANHO -15 PONTOS
O tamanho é de 16 cm. Pássaros de tamanho reduzido devem ser penalizados.
Pássaros com tamanho excessivo, devem ser penalizados proporcionalmente à variação em relação ao máximo do padrão.

4 . COR-10 PONTOS
Pássaros que não sejam multicores ou que se apresentem com concentração excessiva de uma só cor, devem ser penalizados com rigor.
Pássaros desbotados ou com a cor esmaecida, devem ser penalizados.
Pássaros com falta de pigmentação nas zonas características do mosaico devem ser desclassificados.

5. PLUMAGEM -10 PONTOS
A plumagem é compacta não sendo admitidas penas frouxas que modifiquem o contorno do pássaro. Fachos salientes, devem ser penalizados. Penas frouxas no pescoço, costas e ventre, também devem ser penalizadas.

6 . POSIÇÃO E MOVIMENTOS -10 PONTOS
Pássaros com posição muito baixa (40°) ou muito alta como a de um Yorkshire, devem ser penalizados com rigor. Pássaros letárgicos devem ser penalizados.

7 . PERNAS E PÉS -10 PONTOS
Canelas curtas ou longas demais, devem ser penalizadas. Coxas totalmente invisíveis devem ser penalizadas com rigor. Imperfeições nos dedos e unhas, devem ser penalizadas de acordo com o grau da imperfeição.

8 . CAUDA-5 PONTOS
Caudas abertas, largas ou muito grandes, devem ser penalizadas com rigor. Caudas arriadas ou muito elevadas, devem ser penalizadas.

9 . CONDIÇÃO GERAL - 5 PONTOS
Pássaros sujos, tanto na parte da plumagem como nas partes córneas, devem ser penalizados.
Escamas nas patas são penalizadas neste item. Pássaros ariscos devem ser penalizados.



 


PS_ -Tirado do Blogue de ARMINDO TAVARES


Olá amigos


A razão de eu tirar isto do blogue do meu amigo Sr. Armindo Tavares e fazer aqui a publicação, não é porque isto me interesse muito no que diz respeito a certos assuntos aqui especificados. No entanto, não deixo de lhe dar razão em certos aspetos, tais como, limpeza ... coisa fundamental e há amigos que parecem não limpar lá muito bem as aves que vão a concurso ... digo ... A CONCURSO ... pois para alem desse facto, devem-no fazer mesmo tendo-as em casa. Parecem outras !!! ... e ... os olhos também comem !


Canários T. Silva

domingo, 11 de Maio de 2014

Rouquidão e Chiado

Ola amigos


A rouquidão e chiado nos canários não é mais nem menos do que ácaros que se metem na traqueia e daí criarem grande perturbação aos mesmos.


Pois bem ... eu costumo trata-los com o seguinte medicamento ... POLI-CRD ... da avizoon. Trata de problemas respiratórios provocados por micoplasmas e suas complicações polimicrobianas. Em média 3 grs. por litro de água, ou seja, 1 colher de chá.
Até agora, nada tenho que dizer deste medicamento , senão muito bem.
Também, costumo fazer o seguinte; ... Num litro de água em recipiente fechado, coloco 2 dentes de alho ... razoáveis ... inteiros ...e meto-os no frigorifico juntamente com o recipiente da água, e outro dia viro a posição do recipiente ( onde coloquei os dentes de alho) e ao outro dia volto a virá -lo na posição inicial e ao outro dia sirvo o pássaro que está adoentado ( isto é ; ao 4º dia ) com um bebedouro desse liquido até  três dias depois... ao 4º-5º e 6º. dia água límpida  e ao 7º. dia, volto a dar-lhe um bebedouro desse liquido durante o 8º e 9º dia. Depois água normal. E pronto ... esperamos que tenha passado tudo o que a ave tinha de rouquidão ou chiado.
Canários T. Silva